Histrico

A Companhia, foi fundada na Frana no Sculo XVII por So Vicente de Paulo e Santa Lusa de Marillac, conhecida na Igreja com o nome de Companhia das Filhas da Caridade de So Vicente de Paulo, Serva dos Pobres.

Atento em seguir passo a passo a providencia, e dcil ao do Espirito, Vicente de Paulo (1581-1660) descobriu a misria material e espiritual de seu tempo e consagrou sua vida ao servio e evangelizao dos pobres, aos quais chamava, “nossos Senhores e Mestres”. Por isso, fundou as Confrarias da Caridade (1617) e a Congregao da Misso (1625). Providencialmente encontrou Lusa de Marillac (1591-1660) que colaborou estreitamente com suas aes de caridade.

A origem da Companhia foi ao mesmo tempo simples e inesperada: “Quem teria pensado que haveria Filhas da caridade?... eu no pensava nisso por vs”. (So Vicente de Paulo, 14 de junho 1643)

Em certa ocasio estava Padre Vicente preparando-se para rezar a Santa Missa, quando algum lhe informou de uma famlia do Vilarejo, hoje cidade de CHATILLON - SUR - CHALARONNE, estava ameaada por uma doena (peste) e na casa no havia nenhuma pessoa em condies de dar assistncia aos doentes.

Durante a Missa, So Vicente recomenda esta famlia necessitada aos fiis. E tarde, quando ele mesmo vai visitar a famlia, encontra uma multido de pessoas indo e vindo. So Vicente entendeu o sinal de Deus: to somente necessrio canalizar e organizar esta caridade que as pessoas j trazem no corao. Neste dia nasceu a Confraria das Senhoras da Caridade.

Algum tempo depois, apresentou-se ento uma jovem chamada Margarida Naseau (1594-1633), simples camponesa, para se dedicar aos servios mais humildes que as senhoras das confrarias no podia assumir. Ela se fez, com amor genuinamente evanglico, a serva dos mais abandonados. Seu exemplo foi contagiante... e assim nasceu imperceptivelmente, como acontece com as coisas divinas, a Companhia das Filhas da Caridade.

Desde 1630, Padre Vicente confiou a Lusa de Marillac as primeiras Irms que se dedicavam nas mais diversas confrarias. A 29 de novembro de 1633, reuniram-se sob sua direo, para viver seu ideal em comunidade fraterna.

No incio da Companhia, as Irms cuidavam dos pobres, doentes em domicilio, nas cidades e aldeias. Depois, medida das necessidades, ocupavam-se dos doentes nos hospitais, da instruo das jovens, das crianas abandonadas, dos gals, dos soldados feridos, dos refugiados, das pessoas idosas, dos doentes mentais, e outros...

Em 1652, convictas de que a caridade de Cristo, que deve impulsionar a Companhia, no conhece fronteiras, os Fundadores enviaram Irms Polnia sendo as primeiras Missionrias Filhas da Caridade.

A Companhia das Filhas da Caridade uma Sociedade de Vida Apostlica em comunidade, que assume os Conselhos Evanglicos de castidade, pobreza e obedincia, conforme suas constituies e estatutos, para servir corporal e espiritualmente os Pobres, vendo neles a pessoa de Jesus Cristo Crucificado.

A 18 de janeiro de 1655, a Companhia foi aprovada pelo Cardeal de Retz, Arcebispo de Paris, e, a 8 de junho de 1668, recebeu a aprovao pontifcia do Papa Clemente IX.

O apelo ouvido pelas primeiras Irms sempre o mesmo que, no mundo inteiro, suscita e congrega as Filhas da Caridade. Esforam-se por buscar na fonte as inspiraes e intuies dos Fundadores, para responder, com uma fidelidade e disponibilidade sempre renovadas, s necessidades do seu tempo.

QUER SEGUIR A VIDA RELIGIOSA?
A Vocao Chama
A Vocao Chama