Mostrar/Ocultar menu

20/08/2016

Mensagem da CRB Nacional para o Dia Nacional da VRC

Queridas Consagradas, queridos Consagrados!

Ninguém pode ficar excluído da alegria do Evangelho. Por isso, Jesus, como no relato de Marcos, continua caminhando ao longo do mar da Galileia, passando pelas bancas de cobradores de impostos e subindo ao monte, para chamar os que ele quer, para estarem com ele, e enviá-los em missão. Cada discípulo (a) missionário (a) é chamado (a) por seu nome, com sua história, seus relacionamentos e compromissos, para que a alegria do Evangelho renasça sem cessar e configure um novo horizonte de esperança.
Toda vocação supõe um caminho ou itinerário de saída de si para centrar a própria existência em Cristo e no Evangelho. Optar por um serviço concreto ao próximo significa olhar nos olhos, estender a mão e avançar com pés de peregrino (a) em direção às periferias existenciais e às novas fronteiras onde a vida mais clama.

Deus conduz todas as coisas com suavidade e sabedoria, e nos faz mesmo trilhar caminhos insuspeitados, porque “já desponta a coisa nova que se propôs a fazer” (Cf. Is 43,19). Ele conta conosco para manifestar a alegria do Evangelho e tecer relações de misericórdia, através de palavras, atitudes e gestos humanizadores, priorizando os empobrecidos e vulneráveis, as juventudes e a ecologia integral. Somos chamados/as a ser um sinal de esperança, pois a vocação brota do coração de Deus, germina na terra boa do povo fiel e na experiência do amor fraterno.

“Uma grande tarefa-missão da VRC consiste, outros sim, em trabalhar seu processo de transformação, considerando as grandes transformações que vêm ocorrendo no mundo contemporâneo. Sem esse exercício de adequação responsável e profundo, no que tange às mudanças na sociedade, os/as religiosos/as estarão, possivelmente, caminhando para uma situação de “esquizofrenia existencial”, desenvolvendo uma mumificação institucional ou uma miopia, frente às novas exigências da vida”.

A Vida Religiosa Consagrada acredita, profundamente, no chamado do Senhor. Com fé e esperança, ela convida todos/as a assumirem as palavras-chave: “falar, orar e convidar”, porque a “messe é grande e os/as operários/as são poucos” (Lc 10,2).

Prossigamos confiantes! Deus é o Senhor da História e caminha conosco!
Parabéns, Consagrados! Parabéns, Consagradas! Por seu SIM renovado!

 

Presidente e Diretoria da CRB Nacional

 

(Fonte: <http://www.crbpr.com.br/noticia/dia-nacional-da-vida-consagrada/#.V7WeD8UjiH8.facebook>. Acesso em: 20 ago. 2016)